domingo, 3 de julho de 2016


aquele momento em que nos atiramos de alma e cara no vale do desejo e tudo o que respiramos é um prazer ofegante de promessas por concretizar. é o puzzle a começar a montar-se, dois corpos que se encaixam num só, num mesmo objectivo: dar e receber.

Sem comentários:

Enviar um comentário