segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

SABOR DE AGOSTO


Agosto tem ainda o sabor amargo do meu desgosto,
do gosto antecipado de um corpo que não quis ser corpo;
do calor ausente dos teus dedos sobre a pele,
que do amor esquecidos não sabem mais acariciar;
da fome que os teus lábios teimam não querer saciar.

3 comentários:

  1. Olá Miguel!
    Que lindo!
    Mas é no corpo que habita o que temos de mais precioso! A Alma!
    Que seu dia seja lindo.
    Beijokas, Beta de Santana

    http://www.beta_de_santana.blogger.com.br/index.html

    ResponderEliminar
  2. Podia ser Agosto, podia ser Outubro...
    Resta-nos a alma, essa grandiosa e cheia de luz, sempre!

    ResponderEliminar