segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

SETEMBRO DE 2000 a OUTUBRO DE 2001

PRENDA MINHA... para não dizeres que me esqueci

PARA C.

"Prenda Minha..." é o culminar de um hiato de quase cinco anos de distanciamento das palavras, deixando a escrita para segundo plano, repetidamente adiada, relegada por uma descrença quase total, à falta de horizontes, na falência de valores que outrora defendia cegamente. Foi nessa altura, quando mais precisava que conheci a C. e voltei a escrever, pouco mais de uma dúzia de poemas, os suficientes para reacender o prazer quase infantil de unir letra a letra, palavra a palavra... Voltei a acreditar nas pessoas, nos sorrisos. No prefácio deste livro, a 27 de Setembro de 2001, data dos anos de C., escrevia: "É por tudo isso que me encontro agora aqui, mãos presas no teclado, conjugando o meu prazer pela escrita com a vontade de desta forma retribuir a tua amizade (...), como num dos poemas que escrevo, 'Assim, escrevo apenas do jeito que eu sei, que o engenho me permite e me apraz ter a quem os dar... quem os mereça receber.' Tu mereces!"

Sem comentários:

Enviar um comentário