sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

POR UM BEIJO (teu)

Dá-me um beijo, dou-te a vida
um único e singelo beijo,
dá-me um beijo mesmo beijo,
só um beijo mas que beijo.
Dá-me um beijo, dou-te tudo
o que tenho e mais ainda,
a vontade resgatada ao diabo,
qual de vós o mais perverso, o mal-amado?
dá-me um pouco dessa boca tão desejada
a ponta esfomeada duma língua molhada
qu'eu vendo o meu reino por 1 dia mais feliz
no aconchego quente dos teus lábios,
por senti-los, apenas e só por senti-los
com ou sem posse, 1 beijo com tudo, mas que beijo,
tocar no que deixares, ver apenas o que quiseres
querer-te sem me desejares, ter-te sem te dares,
por vezes corpo, nunca alma
e eu sem ti metade de quem não sei

um todo sem ninguém.

1 comentário:

  1. Dou-te uma palavra, um abraço, cego por sentido.
    Dou te o desejo de um instante em que as coisas do mundo se convertam, apenas em sentidos.
    Bom fim de semana!

    ResponderEliminar