quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

MORRER NA PRAIA


Quis morrer na praia
Os pés descalços na areia ardente
entre o céu imenso e o mar intenso,
naufragar no fulgor dos teus olhos negros
como duas conchas raras, nuas
prenhas duma felicidade latente.
Quis mergulhar nas profundezas do teu corpo
conhecer-lhe os seus segredos,
as correntes e os afluentes,
afagar-lhe as formas, lamber
o sal das tuas feridas
com o mel dos meus beijos
e abandonar-me ébrio ao sabor da maré,
p'ra desaguar no leito perfeito dos teus seios
onde amarro o meu barco ao cais,
solto a âncora, fecho a porta


e jogo a chave fora

5 comentários:

  1. Miguel
    Lindissimo e sensual poema.

    Beijinhos
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  2. Sublime este teu texto, de uma sensualidade imensa.
    Se me permites Miguel, brinco com as tuas palavras e devolvo-tas como a resposta que certamente merecias, claro que não de mim...perdoa o meu abuso.

    "Solta a âncora, fecha a porta e amarra o teu barco ao meu cais.
    Abandona-te ao sabor da paixão e vem desaguar entre os meus seios.
    Afaga-me docemente, entre correntes e afluentes e mergulha nas profundezas do meu corpo.
    Desvenda-me os segredos a cada mergulho, entre o céu imenso e este mar intenso e deixa-te naufragar no fundo dos meus olhos.
    Descalça-te.
    Desnuda-te.
    Atira fora a chave
    E vem morrer nos meus braços
    Neste deserto ardente
    Que trago ao peito amordaçado"


    Espero que me perdoes o atrevimento


    Beijo meu

    ResponderEliminar
  3. E não é que estive quase a deitar fora a chave? Tudo se desculpa quando as palavras falam de sentimentos e emoções amordaçadas sedentas de vida vivida. Sortudo de quem um dia for destinatário, não de palavras - que há silêncios que gritam mais alto -, mas da chave que vai abrir os grilhões e as amarras que nos asfixiam o coração. Tal como no teu espaço, soubeste uma vez mais ir mais além do próprio texto, desvendar-lhe os segredos, usando as palavras como poucos.

    ResponderEliminar
  4. ...o mérito é todo teu.Obrigada

    Beijinho

    ResponderEliminar
  5. Bonito poema,
    Sensualidade em cada letra,
    Gostei do blog,
    se me for permitido voltarei.
    ...
    Bjs dos Alpes.

    ResponderEliminar