sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

COBARDIA


E embora as saudades m'embriaguem a lógica da razão
compromissos inadiáveis impelem-me, porém
a outros fins bem menos atraentes
sem a formosura ímpar dessa paisagem idílica
colírio para uns olhos cansados e tristes
que já se escondem no escuro de mim
na cobardia atroz dum amor sem fim.

3 comentários:

  1. Sublime, a forma como descreves aquilo que sinto...

    ResponderEliminar
  2. assustador. Especialmente porque existem sentimentos, sensações, daquelas que não desejamos nem aos nossos piores inimigos, quanto mais a pessoas como a Carla. Amanhã - seja esse amanhã quando for - tudo passará e o Sol voltará a brilhar intensamente.

    ResponderEliminar
  3. assim seja,assim espero...assim esperes

    Beijo

    ResponderEliminar