quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

NÃO ME CALEM

Não me calem
não calem nunca esta voz que clama e reclama
por um sinal: Liberdade.
Não, não me calem!
não chamem meu nome em vão
que a todos direi NÃO!
Não, não, não me calem
que esta voz é minha arma
minha razão e alma
meu propósito de viver
dar para receber.
Não, não me calem
não amordacem a esperança
palavra que a todos alcança,
o voo de quem sonha
a crítica que constrói
a verdade que dói
a dor, o amor
que eu defendo com fervor.
Nem a repressão o mata
nem a minha boca o cala.

Sem comentários:

Enviar um comentário